Fale Diretamente com o nosso time agora mesmo! 08003260932

Matriz de nicho | Passo 2: Ingredientes da mensagem

No post anterior, “Matriz de nicho | Passo 1: Faça uma lista (16/100)”, percorremos a elaboração de uma lista com suas melhores oportunidades de mercado e nichos que valem a pena focar. Agora vamos começar a desenvolvê-los para entrar em detalhes que você possa transformar em mensagens impactantes!

Uma vez que tenha elaborado uma ampla lista, classifique os itens em cinco fatores: problema comum, resultados tangíveis, solução verossímil, públicos-alvo identificáveis e talento especial. Não analise demais as coisas (ainda). A ideia é reduzir a lista a algumas melhores opções (entre duas e cinco), a serem exploradas em mais detalhes depois. às vezes é fácil. Às vezes é muito frustrante, e você acaba girando em círculos. A lista não precisa ser perfeita agora. Não é um casamento.

Em seguida, dividimos a lista em uma mais detalhada, Com isso, você poderá identificar pontos cegos especialmente com a segmentação “problema-solução-resultado”, que faremos mais adiante.

Cada um deve adaptar essa abordagem à situação específica, mas basicamente o modelo é o seguinte:

Nicho: Estamos falando de qual oportunidade ou “caso de uso”? “Gestão de fluxo de caixa”, “RH de serviços financeiros” ou “publicidade em dispositivos móveis”?

Problema comum: Um nome genérico para o problema que os clientes precisam resolver. “Relatórios de marketing de conteúdo”, “perda de colaboradores/custo da equipe de vendas”, “relatórios executivos imprecisos”, “altos custos com funcionários” e por aí vai. O detalhamento será feito duas etapas adiante.

Pessoa com poder: Quem são as pessoas que você pretende ajudar e quem tem mais poder para comprar sua oferta? Quais cargos o tomador de decisão e os influenciadores costumam ocupar? Para simplificar, comece com apenas um ou dois cargos.

Problemas empresariais: Especificamente, qual é o problema que essa pessoa enfrenta no dia a dia? Não a empresa como um todo, mas ess pessoa específica. É neste ponto que o problema é detalhado. “Passou vergonha diante do conselho de administração porque a projeção estava errada”, “Está sobrecarregado com entrevistas porque não existe nenhuma maneira de pré-selecionar os candidatos”, “As metas não param de subir, mas o numero de leads não aumentar”. Comece com um a três problemas específicos dele, principal tomador de decisão e repita o processo para um influenciador da equipe dele.

Solução: De que precisam e o que querem para resolver o problema? Os clientes buscam comprar soluções, e não produtos ou serviços. Como você pode posicionar sua solução para eles? Pode ser que o que eles queiram comprar seja diferente ou “mais do que” sua oferta atual. Normalmente, essa será a parte mais fácil para você, já que conhece tão bem sua solução.

Resultados: Quais são os resultados obtidos pelos clientes que se pode identificar? O que você pode mensurar, monitorar ou aferir? Precisa ser mais específico do que “Todo mundo fica feliz”, “A satisfação dos funcionários aumentou de X para Y” seria melhor. Como você pode demonstrar os benefícios financeiros? (Ganhar dinheiro, poupar dinheiro, reduzir o risco de perder dinheiro.)

Provas: Para cobrar com base no valor ou para se promover e vender para os compradores convencionais, as equipes de geração de leads e vendas precisam de provas. Você pode vender mesmo sem elas, mas precisará investir mais no relacionamento com cliente ou se limitar aos primeiros compradores. Exemplos de provas:

  • Amostras grátis
  • Estudos de caso detalhados
  • Depoimentos, especialmente em vídeo
  • Listas de logotipos ou nomes de marca
  • Histórias
  • Demonstrações

É sempre melhor “mostrar” em vez de “contar” (pare de falar e prove o que é capaz de fazer).

As pessoas precisam de prática para diferenciar problemas, soluções e resultados. Preencher as três colunas a seguir pode ser um exercício bastante instrutivo, porque geralmente se confunde problema com solução. “Eles não têm uma folha de pagamento automatizada” ou “A folha de pagamento é manual” não são problemas. A folha de pagamento automatizada é uma solução. A folha de pagamento manual não passa de uma descrição da situação atual.

Destrinche a situação: por que isso importa? E daí? “A folha de pagamento manual gera erros todos os meses e os funcionários ficam frustrados, reduzindo o tempo de vendas (problema nº1), e as equipes de finanças passam dez horas todo mês corrigindo erros bobos (problema nº2).”

Costuma ser fácil preencher o campo das “soluções”. Esta é a parte fácil.

  • Seu pessoal fica querendo preencher o campo “problemas específicos” com soluções?
  • O campo de “resultados” acaba ficando vazio?

Reserve um tempo para definir esses fatores – problemas, soluções e resultados – mesmo se levar dez vezes mais tempo do que você acha que deveria. Isso poderá ajudar a abrir a cabeça de sua equipe. Eles, então, poderão perceber quanto estiverem apressados para analisar os problemas dos clientes e vender soluções sem saber ao certo quais resultados podem prometer.

Observações: Descobri que passar uma ou duas horas com uma pequena equipe-chave pode ser o suficiente para levar as pessoas a 80-90% do caminho na escolha de um nicho e na definição dos pontos importantes. Ninguém precisa passar por todos os detalhes de todos os seus nichos de forma exaustiva desde o início – reserve isso para os 1-2 nichos finais em que você se concentrar.

Além disso, lembre-se de que é comum – especialmente para consultores, agências e prestadores de serviços – passar anos incertos sobre qual nicho ou mensagem funcionará melhor, porque nada se destaca. Isso acontece muito. Tudo o que você pode fazer é continuar até que algo mude, o que eventualmente acontece. Talvez sua oferta esteja imatura. Talvez você tenha um medo ou bloqueio oculto.

Eu passei anos nesse espaço, conciliando consultoria de vendas em geral, Unique Genius e CEOFlow, antes de me casar e ter que me dedicar ainda mais à prospecção de vendas diretas. Eu não estava tão interessado em voltar a isso, mas tive que apoiar minha família em crescimento.

PRÓXIMO POST DA SÉRIE: Matriz de nicho: passos 3, 4, 5 – Escolha, Validação, Campanha

POST ANTERIOR: Matriz de nicho | Passo 1: Faça uma lista (16/100)

Leticia Mendes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba todas as nossas novidades!

Pesquise no blog

Categorias

Vendas

51

Prospecção Ativa

6

Pré-vendas

52

Outbound Sales

20

Outbound Marketing

42

Outbound

26

Novidades

5

Marketing

12

Hipercrescimento

17

fresh air :)

60

Estratégia

40

Populares

Workshop online: Receita Previsível para pequenas empresas

Finalizar compra

Ao clicar em continuar você concorda com
os termos de uso da Receita Previsível.

Introdução à
Prospecção B2B

Finalizar compra

Ao clicar em continuar você concorda com
os termos de uso da Receita Previsível.

Curso Workbook Receita Previsível

Finalizar compra

Ao clicar em continuar você concorda com
os termos de uso da Receita Previsível.

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá 👋
Podemos ajudá-lo?
Consentimento de Cookies com Real Cookie Banner